Archive

Posts Tagged ‘Fotografia’

Turismo: Governador Celso Ramos

Praia de Palmas - Gov. Celso Ramos - 9.11.2014

Praia de Palmas – Gov. Celso Ramos – 9.11.2014

Começo hoje uma nova/velha seção no blog. “Fotografia” tem uma categoria definida aqui do lado (láááá embaixo) e, de vez enquando, eu publicava algo com alguma foto, para dar uma quebrada nas publicações de textos. O maluco é que tem muitos outros posts com foto que não aparecem nessa categoria e deveriam, mas como eu fazia com outro intuito, não colocava. Ou seja: tenho que arrumar isto. Aos poucos, tentarei.

Dito este preâmbulo/justificativa, digo que vou aproveitar esta vinda à Santa Catarina para postar imagens de lugares maravilhosos que tenho conhecido neste um ano e três meses (e contando) que estou por aqui. A natureza é o ponto forte do Estado, com praias deslumbrantes, morros e serras lindíssimas, trilhas, passeios, enfim, muito o que fazer neste aspecto turístico. E basta ter sol para ter zilhões de opções nos fins de semana, ainda mais na temporada de calor. O céu azul chama para as praias e fica até difícil escolher para que lado ir, ou simplesmente ficar na faixa de areia perto de casa. Claro que uma dupla de paulistas não ia deixar de morar a poucos passos de uma praia, após anos em meio a prédios e poluição, sempre sonhando com o litoral a uma hora da capital. Aqui não, para onde se olha há praia.

Camarão é vida!

Camarão é vida!

E para retomar este espaço, escolho o último lugar que fomos, eu e a Patrícia, no caso. Governador Celso Ramos, na Grande Florianópolis. Uma cidade de 51 anos de emancipação e que seu primeiro nome era Ganchos, onde quem nasce ainda é chamado de gancheiro (achei massa a alcunha). Uma península com baías, braços de terra que saltam para o mar como ganchos e dezenas de praias maravilhosas. Demos apenas uma passeada por algumas, para depois ir com calma e ficar mais tempo em uma ou outra. O que nos motivou a ir até a cidade foi a 1ª Festa Regional do Camarão, que se encerrou ontem. Como vocês podem ver na foto, comemos camarão (um dos pratos favoritos da dupla) até dizer chega – o lugar é um dos grandes produtores de camarão do Estado, e olha, delicioso! Depois, foi bodear numa praia, depois conhecer e bodear em outra e observar o mar, ilhas, morros, pessoas curtindo o ambiente… Entre olhadas no celular para saber informações sobre a rodada do Brasileirão, o que deixou meu fim de tarde um pouco mais angustiante, confesso.

O bacana do lugar é que há praias e até uma baía de golfinhos, que um dia ainda queremos ver alguns desses animais (já tentamos com o barco pirata, mas eles não apareceram), mas também a estrada que circunda a península sobe e desce pela região de morros que caracteriza esse pedaço de terra que salta da geografia catarinense rumo ao Oceano Atlântico. Então, tem também momentos de um cenário rural, com vaquinhas e bois pastando sossegadamente na planície e muito verde ao redor da via pavimentada. Destaque também para os “mirantes”, uns acostamentos precários, mas que abrem espaço para cenários maravilhosos.

Enfim, um dia é pouco para Governador Celso Ramos. Isso quer dizer que iremos muitas vezes para lá. Nesse e nos próximos verões.

Baía dos Golfinhos - Gov. Celso Ramos

Baía dos Golfinhos – Gov. Celso Ramos

Uma vila em ruínas

Rua da Escola dos Meninos e das Meninas - Foto: Theo Grahl

Rua da Escola dos Meninos e das Meninas - Foto: Theo Grahl

Olá.

Aproveito o domingo da seção Fotografia para publicar duas fotos tiradas pelos amigos Theo Grahl, diretor de fotografia do documentário, e Ricardo Carotta, fotógrafo, em uma sessão de foto que fizemos na Vila Maria Zéllia para a elaboração do material de divulgação do documentário “Vila Maria Zélia: histórias de uma São Paulo de ontem, hoje e sempre”.

Nota-se o estado  da vila, com seus monumentos históricos em ruínas. Uma pena.  Mesmo assim,ainda guaarda muitos aspectos interessantes. E beleza.

Se você quiser ver outras preciosidades como estas, visite nosso flickr, clicando aqui.

Ruínas da Vila Maria Zélia - Foto: Ricardo Carotta

Ruínas da Vila Maria Zélia - Foto: Ricardo Carotta

Visite o blog do projeto, acesse: http://docmariazelia.wordpress.com.

E siga-nos no twitter: http://twitter.com/docmariazelia.

Divulgando…

Olá amigos.

Gostaria de postar mais uma coisinha sobre o projeto citado ontem neste espaço.

O documentário “Vila Maria Zélia: histórias de uma São Paulo de ontem, hoje e sempre” recebeu uma menção no blog Nota de Rodapé, do jornalista Thiago Domenici, ex-Caros Amigos e outros veículos. Além de falar do documentário, ele aborda também a luta para obter recursos para viabilizar o projeto.

Para ler a nota basta clicar aqui.

E quem quiser divulgar esse trabalho, sugerir algo ou apenas bater um papo, é só entrar em contato, seja pela caixa de comentários do blog ou pelo e-mail: docmariazelia@gmail.com.

Para acessar ao blog do projeto, clique aqui.

Vila Maria Zélia: um sonho em construção

Vila Maria Zélia - Foto: Ricardo Carotta

Olá amigos.

Hoje gostaria de compartilhar com vocês um projeto que estou desenvolvendo com meu amigo jornalista Daniel Reis há um bom tempo e que agora está em um momento que pode, e pede, a ser divulgação. Trata-se do documentário “Vila Maria Zélia: histórias de uma São Paulo de ontem, hoje e sempre, pré-qualificado pela Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo na Lei Mendonça do ano passado e que está agora na fase de captação de recursos.

É um trabalho que vem desde os tempos da faculdade de jornalismo e da bolsa que tínhamos no projeto Bolsa Empreendedor, da extinta Secretaria de Desenvolvimento, Trabalho e Solidariedade (SDTS) durante a gestão da Marta Suplicy, tempo que haviam cabeças pensantes que atuavam pela inclusão social de forma prática e realmente inclusiva e não apenas “dar o peixe sem ensiná-lo a pescar”. Naquela época estávamos envolvidos com os Fóruns de Desenvolvimento Local (Mooca e Itaquera), na criação de uma agência de notícias que debatesse toda a efervescência desses fóruns que uniam prefeitura, empresários movimentos sociais e, enfim, toda a sociedade civil, em discussões pelas melhores de cada bairro.

E uma das discussões estava em torno do restauro da Vila Maria Zélia, vila operária construída na segunda década do século passado, sendo uma das principais referências no assunto, compondo de forma importante o cenário da industrialização na cidade de São paulo no período. Foi ali que tomamos contato com a mítica vila e nos apaixonamos por ela. Sua história é tão rica que nos inspirou para um trabalho de faculdade e deixou sempre a centelha dentro de nós de que deveríamos trabalhar com a vila, contar sua história, mostrá-la a todos.

Foi aí que surgiu a idéia de fazer um documentário sobre a vila. E após os últimos dois anos, tentando em leis de incentivo e editais diversos, finalmente conseguimos ser aprovados. Mais maduros, incorporando nossas experiências de alguns poucos, mas importantes, anos em jornalismo (vídeo, TV, documentários, internet), além de estudos paralelos (até contribuições do meu mestrado entraram no projeto apresentado à prefeitura), foi possível obter esta primeira vitória.

Agora estamos na segunda batalha, que é a luta por recursos para tornar viável uma idéia, uma paixão, um objetivo. Criamos um blog, um flickr e um twitter para nos comunicarmos via internet e suas redes sociais. Visitamos duas vezes a vila para colher material para formatar nosso projeto de divulgação: foi uma sessão de fotos (cujas imagens escolhidas estão no flickr) e uma sessão de vídeo com entrevistas para a produção de um vídeo curto, um teaser, para tornar mais plástica nossa divulgação.

O material já está para ser editado, assim como todo o material de divulgação em vias de ser produzido, o que nos deixa orgulhosos, por ver o trabalho caminhando e, também, pelo retorno das pessoas que têm conhecido o projeto e gostado, apoiado. Agora precisamos concretizar este apoio em dinheiro para realizar o sonho da vila em ter sua história contada de forma profissional, com qualidade cinematográfica. É o que eu e meu amigo Daniel Reis esperamos. Contamos com a torcida e o apoio de todos vocês. Um abraço e obrigado.

Quem quiser fazer alguma proposta conceta para nós ou fazer alguma sugestão para o documentário, mande um e-mail para: docmariazelia@gmail.com

Para saber mais sobre o projeto, visite o blog clicando aqui.

Para ver as fotos, vá até nosso flickr, clicando aqui.

Siga-nos no twitter, clique aqui!

Museu de Zoologia

A última reportagem do especial que fiz pro Boivoador já está no ar.

O canto do cisne fala sobre o Museu de Zoologia da USP, verdadeiro ponto de pesquisa sobre a fauna e flora brasileira.

Dei um passeio lá dentro e trago na matéria os detalhes da história oficial brasileira, bem contada pelo museu.

Para ler a matéria, clique aqui.

Ler por lá, comentar por aqui.

Saudade de escrever. Esse foi meu último texto jornalístico produzido, já se vão quase dois meses. Vou caçar alguma pauta por aí esse fim de semana para matar a vontade. Não ter vínculo com nenhum lugar te deixa meio sem iniciativa, também pelo fato do mestrado consumir a maior parte do tempo. Mas vamos levando.

Mar adentro

Para relaxar, após uma semana difícil, uma dica de um site de fotos fantástico.

Perfeito para um sábado: pare, acesse o site abaixo e relaxe com imagens maravilhosas de um fotógrafo que se dedica a registrar as maiores ondas do mundo.

Clark Little Photography

E bom descanso.

Museu do Ipiranga

Tem nova reportagem no Boivoador, sobre aquele especial que fiz sobre o Parque da Independência.

O texto trata sobre o Museu Paulista, mais conhecido pelo público paulistano como Museu do Ipiranga, por se situar no bairro de mesmo nome, na zona sul da capital.

Dei um passeio lá dentro e trago na matéria os detalhes da história oficial brasileira, bem contada pelo museu.

Para ler, clique aqui.

Já dizia o jornalista Flávio Gomes: ler lá, comentar aqui.

%d blogueiros gostam disto: