Archive

Posts Tagged ‘automobilismo’

10 maiores contratações futebol brasileiro + 10 pilotos que abandonaram as pistas e voltaram a competir

maiores contratações futebol brasileiro

 

As 10 maiores contratações do futebol brasileiro foi um dos temas que produzi conteúdo recentemente para o Yahoo Esportes. A partir de uma lista elaborada pelo jornalista Paulo Vinícius Coelho, que levantou as maiores transferências, fiz uma análise contextual sobre a época de cada uma, com bastidores e motivações. Bem bacana.

Clique aqui e leia o conteúdo sobre as maiores contratações do futebol brasileiro

A outra produção relembra 10 pilotos que abandonaram as pistas e voltaram a competir, por conta do retorno de Felipe Massa à Fórmula-1, pouco tempo depois de anunciar a sua aposentadoria.

Confira o texto com fotos dos pilotos que abandonaram as pistas e voltaram a competir

 

Piores fases do São Paulo + 10 grandes feitos de Felipe Massa

massa
Em mais uma contribuição para o Yahoo Esportes, fiz um levantamento indicando as piores fases da história do São Paulo. Como o momento é péssimo dentro de campo, um dos piores, tal pesquisa faz todo o sentido. O atual entraria fácil nessa lista. Outro material legal que fiz recentemente foi listar 10 grandes feitos do Felipe Massa na F-1, afinal de contas, o piloto se despede este ano da categoria e é o último brasileiro a lutar com chances de ser campeão, fato quase conseguido em 2008. Conto essa história nessa matéria.

Confira os conteúdos nos links abaixo:

As 10 piores fases da história do São Paulo

10 grandes feitos de Felipe Massa na F-1

Com chances de ser campeão, Vicente Orige disputa neste fim de semana a etapa final do Brasileiro de Marcas

Hoje publico uma entrevista que saiu hoje no DC com o piloto catarinense Vicente Orige, que está disputando o título do Brasileiro de Marcas, neste domingo, em Goiânia.

Abaixo uma parte do texto. Para ler na íntegra, clique aqui.

Rodrigo Herrero
rodrigo.herrero@diario.com.br

Na briga pelo título do Campeonato Brasileiro de Marcas até a última etapa, o piloto catarinense Vicente Orige disputa no domingo a rodada dupla que vale a taça no autódromo Ayrton Senna, em Goiânia.

Na mesma equipe que o líder Ricardo Maurício, bicampeão da Stock Car, Orige, 38 anos, corre para vencer a primeira prova no ano e espera que a matemática o ajude. A meta é também dar o bicampeonato para a sua equipe, a JLM Racing.

E, mais do que isso, ele espera confirmar a participação na temporada 2015 e, quem sabe, cavar um espaço na Stock Car, atualmente, a principal categoria do automobilismo nacional.

Do início em provas de arrancada nas areias de Araranguá, o criciumense Orige já teve o gostinho de dirigir um carro desta categoria este ano, no circuito de Velopark, no Rio Grande do Sul. Agora, ele busca patrocínio para fazer parte do primeiro esquadrão da velocidade brasileira.

Em concentração para a prova goiana, Orige conversou com o DC sobre a temporada e a chance na Stock Car.

Clique aqui e leia a entrevista completa.

Pequenos pitacos

Olá.

A vontade de escrever neste espaço prossegue intensa, mas falta-me tempo para colocá-la em prática da forma que desejo. Estou envolto na produção de um dos capítulos da dissertação, enquanto resolvo pendências sobre a marcação do Exame de Qualificação e corro atrás de bolsa de estudo. Não está nada fácil.

Mesmo assim, gostaria de escrever sobre duas coisinhas:

– A SPIndy300 ocorrida no Anhembi no último fim de semana foi uma mistura de fiasco e glória. Fiasco por conta do péssimo piso da pista, pois, além das ondulações absurdas do asfalto, o concreto da passarela do samba tornava a dirigibilidade impraticável, fazendo os carros literalmente sambarem na pista. Com 20 milhões de reais gastos, sendo 12 mi só para propaganda para a Bandeirantes, em uma previsão inicial de 8 milhões gastos no total, o evento foi uma incógnita na arrecadação, pois,sse 30 mil pessoas estiveram no Anhembi, a garantia dos 120 milhões arrecadados, chutaço do prefeito Gilberto Kassab, não tem fonte confiável de checagem. Sem falar em outros problemas, como sinalização falha nos arredores, falta de água para ser vendida ao público, queda de luz no sambódromo que deixou os jornalistas gringos malucos e dificuldade para chegar à região. A glória foi que, apesar de tudo isso, a corrida foi boa e divertida, com a emoção aumentada pela chuva e pelos acidentes, comuns em pistas de rua. O saldo geral foi positivo, mas muita coisa precisa ser corrigida para o ano que vem, principalmente o amadorismo como que esse Grande Prêmio foi tratado, até pelos parcos 4 meses para se fazer uma pista. Mas os organizadores dos Estados Unidos toparam, os resultados contraditórios estão aí.  Bom de um lado, princicpalmente o da competição, ruim partes da organização.

– Outro tema que gostaria de abordar é a estréia da terceira temporada do CQC, ontem, na Band. Gostei muito, fazia tempo que não ria tanto, principalmente com a visita de Rafael Cortez ao Chile, com as palhaçadas de Marco Luque e até mesmo com a Môniza Iozzy, que, à parte sua inferioridade na cobertura de Brasília (porque o Danilo Gentili é insuperável), a mulher da trupe foi de uma acidez fantástica, com vários comentários na “lata” dos entrevistados. A querela do “Proteste Já” censurado deu pano pra manga (a liminar caiu nesta terça-feira, inclusive), um verdadeiro absurdo que só é possível graças a nossa “Justiça” brasileira. A matéria da SPIndy300 foi um tanto fraca e laudatória, pra puxar um pouquinho o saco da Band,  não tocou nos problemas da corrida, previsível. Dos quadros novos, “Marco Luque Responde” achei fraquíssimo, não há necessidade de se dar um quadro solo pro ótimo Luque, sei lá, fica superficial. Prefiro as palhaçadas dele ao vivo na mesa, são engraçadíssimas. “Cidadão em Ação” achei bem interessante, exceto a parte de fazer a PM atender ocorrência falsa, lembrada no twitter pela repórter Vanessa Ruiz, da Revista ESPN. No geral foi boa, a maioria do público elogiou muito, mesmo com algumas críticas que li aqui e acolá na internet, principalmente dos tais jornalistas e órgãos “especializados”.

– Por fim, gostaria de indicar uma entrevista recente que Ciro Gomes, presidenciável pelo PSB, concedeu à Folha de S. Paulo. Desconsidere o título preconceituoso e editado ideologiacamente sobre o PT ser um desastre, pois o que vale é a entrevista completa, em que o candidato (que pode ser até para governador de São Paulo) comenta diversas situações, põe o dedo na ferida do PSDB (por que esse não foi o ponto destacado da entrevista?) e coloca sua posição estratégica no jogo da sucessão, demosntrando como o PT está confuso, especialmente na candiddatura para o governo paulista, que começa a ganhar corpo com senador Aloizio Mercadante. Clique aqui e leia a entrevista.

Um grande abraço e até a próxima!

%d blogueiros gostam disto: