Arquivo

Archive for março \15\UTC 2015

Futebol em foco

Olá.

Retomei um dos meus antigos blogs sobre futebol: o Pelota del Sur. E o primeiro post é sobre futebol catarinense, meu métier mais próximo nos últimos tempos. E falo sobre o melhor time do Estado.

O Figueirense trucidou o Metropolitano há pouco e explico o porque essa equipe é a mais forte do Campeonato Catarinense.

 

Clique aqui e leia a opinião

 

Anúncios

O inesperado adeus

Ela pegou na mão dele, o abraçou e ficaram ali, inertes, por uns bons momentos. A despedia lhe doía o coração como uma faca atravessando-lhe o órgão. Nele, uma saudade daquilo que nunca teve consigo o deixava ainda mais confuso por aquele sentimento repentino ante a iminente perda.

Lágrimas rolaram pelos olhos dela, a borrar-lhe a maquiagem. Seus pensamentos ainda não estavam na nova velha vida, nas rotinas mais que conhecidas, no amor que ficou a lhe esperar, muito menos na expectativa por um mestrado que se impõe como um desafio a quem quer buscar novos caminhos. Ela mantinha a mente apenas num pensamento obtuso: eu nunca mais o verei.

Já ele se perguntava como guardava sentimento tão forte e que só fora transbordar naquele instante, ao ter confirmada a ida dela para sempre. Ao mesmo tempo, sentia que não poderia soltá-la e que o tempo parasse, pois não haveria mais modos daquele carinho ter fim.

As várias pessoas ao redor se entreolhavam curiosas e estupefatas ante aquela cena inesperada dentro da empresa. Dois quase estranhos, que se viam e se falavam muito pouco, de repente estavam abraçados, lamuriosos, diante da proximidade do adeus. “Será que eles tinham um caso às escondidas?”, perguntava um. “Mas como isso pôde acontecer, ela nunca me disse nada!”, cochichou, espantada, uma amiga para outra.

Enfim, chegou a hora de ir. Ela empurrou, carinhosamente, os braços dele, enxugou as lágrimas, forçou um sorriso e disse: “Tenho que ir. Nunca me esquecerei de ti”. Ele apenas consentiu com a cabeça, como que se dissesse a mesma coisa para ela, roubou-lhe as mãos, deu um último beijou e a deixou partir.

Enquanto ela saía da recepção em direção às escadas, os olhos de todos voltaram-se para ele, que não deixava esconder a dor do adeus, apesar de não exibir uma lágrima. Ele sentou em seu terminal de cabeça baixa e disse, sem olhar para os espectadores: “Acabou o show, pessoal, voltemos ao trabalho”.

Categorias:Contos Tags:, ,

Campeonato Catarinense 2015: Artilheiros em busca do Hexagonal

Semana passada fiz um texto diferente pra chamar os jogos que iam definir os classificados para o Hexagonal Semifinal do Campeonato Catarinense.

Puxei pelos artilheiros que estavam envolvidos na disputa e o texto começou como está abaixo (clique aqui e confira o material na íntegra):

::: Artilheiros de todas as edições do Catarinense
::: VÍDEO: aprenda a fazer gols com os artilheiros do Estadual
::: Leia mais sobre o Campeonato Catarinense 2015
::: Confira a tabela do Estadual

“Vitinho, Marcelinho Paraíba e Schwenck. Somente um ou dois desses atacantes deverá poder comemorar ao término na nona rodada do Campeonato Catarinense, na noite de hoje, ter mais oportunidades e jogos para continuar sonhando com a artilharia do Estadual ou quem vai para o desespero do Quadrangular da Morte, com apenas seis partidas e muito sofrimento para escapar do rebaixamento. É certo que até dois deles poderão levar suas equipes à próxima etapa, mas para isso deverá ocorrer uma grande combinação de resultados e Joinville ou Criciúma perderem seus jogos.”

Para ler a reportagem completa, clique aqui

tabela

Para ler a reportagem completa, clique aqui

%d blogueiros gostam disto: