Arquivo

Archive for novembro \21\UTC 2014

Com chances de ser campeão, Vicente Orige disputa neste fim de semana a etapa final do Brasileiro de Marcas

Hoje publico uma entrevista que saiu hoje no DC com o piloto catarinense Vicente Orige, que está disputando o título do Brasileiro de Marcas, neste domingo, em Goiânia.

Abaixo uma parte do texto. Para ler na íntegra, clique aqui.

Rodrigo Herrero
rodrigo.herrero@diario.com.br

Na briga pelo título do Campeonato Brasileiro de Marcas até a última etapa, o piloto catarinense Vicente Orige disputa no domingo a rodada dupla que vale a taça no autódromo Ayrton Senna, em Goiânia.

Na mesma equipe que o líder Ricardo Maurício, bicampeão da Stock Car, Orige, 38 anos, corre para vencer a primeira prova no ano e espera que a matemática o ajude. A meta é também dar o bicampeonato para a sua equipe, a JLM Racing.

E, mais do que isso, ele espera confirmar a participação na temporada 2015 e, quem sabe, cavar um espaço na Stock Car, atualmente, a principal categoria do automobilismo nacional.

Do início em provas de arrancada nas areias de Araranguá, o criciumense Orige já teve o gostinho de dirigir um carro desta categoria este ano, no circuito de Velopark, no Rio Grande do Sul. Agora, ele busca patrocínio para fazer parte do primeiro esquadrão da velocidade brasileira.

Em concentração para a prova goiana, Orige conversou com o DC sobre a temporada e a chance na Stock Car.

Clique aqui e leia a entrevista completa.

Especial multimídia da Copa do Brasil

Eu tava para colocar alguns trabalhos mais antigos de 2014 neste espaço, mas algumas coisas (como a falta de tempo) se sobrepuseram. Mas hoje tenho um motivo especial. É que com esses trabalhos eu fui agraciado com dois prêmios na etapa catarinense do Prêmio RBS de Jornalismo e Entretenimento 2014. O primeiro deles é especialíssimo e, de um trabalho em conjunto, uma dedicação monstro de todos e o desafio colocado em pensar um formato diferente de apresentação resultaram em cinco peças marcantes e que chamaram atenção até da nave mãe lá no Rio Grande do Sul – outros projetos e ideias também conseguiram esse intento no ano.

O projeto acabou se tornando uma série. Com cinco times catarinenses na Copa do Brasil – um recorde -, produzimos um especial multimídia para cada um deles. O primeiro foi o do Criciúma, único catarinense campeão do torneio (Clique aqui e confira). Foi um trabalho duro de pesquisa, levantamento de dados, reportagem, entrevistas, produção e edição. E foi massa demais.

chamada_criciuma

Depois fizemos um especial para o Figueirense (e seu vice-campeonato em 2007), do Avaí (relembrando a história de sua semifinal de 2011), do Joinville e da Chapecoense, que, mesmo com pouca tradição no torneio, renderam boas e curiosas histórias. Esse trabalho gigante rendeu à equipe o prêmio da categoria “Nova Linguagem”, por proporcionar uma apresentação online diferenciada, que balizou boa parte dos trabalhos futuros no Diário Catarinense em 2014. Um orgulho.

E aqui aproveito para agradecer o Fábio Nienow, editor de arte sempre dedicado e atento em oferecer novas ferramentas e produzir conteúdos com esmero. A Mariana Weber, que não está mais no DC, mas fez um trabalho de qualidade nessa produção. Ao Erich Casagrande, parceiro do primeiro especial que de tão fantástico que ficou, causou os demais. Aos repórteres André Podiacki, Thiago Pereira (alô Rio!), Darci Debona e Hassan Farias, que produziram as reportagens dos outros clubes. Ao Elton Carvalho e Lucas Balduíno pelo suporte no especial do JEC, a Rafaela Martins pelo suporte na Chapecoense, aos colunistas que deram suas opiniões em vídeo. À equipe de fotografia, às sedes, ao meu editor Marcos Castiel que deu espaço e oportunidade para tocar o projeto. E a todos que se envolveram no especial e eu possa ter esquecido o nome aqui. Me desculpem. Valeu galera!

Em outro momento eu coloco o material produzido que gerou outro prêmio. Mas não tem nada a ver com futebol. Bem, até tem, originou-se dele. Mas eu falo mais depois para não estragar a surpresa…

Turismo: Governador Celso Ramos

Praia de Palmas - Gov. Celso Ramos - 9.11.2014

Praia de Palmas – Gov. Celso Ramos – 9.11.2014

Começo hoje uma nova/velha seção no blog. “Fotografia” tem uma categoria definida aqui do lado (láááá embaixo) e, de vez enquando, eu publicava algo com alguma foto, para dar uma quebrada nas publicações de textos. O maluco é que tem muitos outros posts com foto que não aparecem nessa categoria e deveriam, mas como eu fazia com outro intuito, não colocava. Ou seja: tenho que arrumar isto. Aos poucos, tentarei.

Dito este preâmbulo/justificativa, digo que vou aproveitar esta vinda à Santa Catarina para postar imagens de lugares maravilhosos que tenho conhecido neste um ano e três meses (e contando) que estou por aqui. A natureza é o ponto forte do Estado, com praias deslumbrantes, morros e serras lindíssimas, trilhas, passeios, enfim, muito o que fazer neste aspecto turístico. E basta ter sol para ter zilhões de opções nos fins de semana, ainda mais na temporada de calor. O céu azul chama para as praias e fica até difícil escolher para que lado ir, ou simplesmente ficar na faixa de areia perto de casa. Claro que uma dupla de paulistas não ia deixar de morar a poucos passos de uma praia, após anos em meio a prédios e poluição, sempre sonhando com o litoral a uma hora da capital. Aqui não, para onde se olha há praia.

Camarão é vida!

Camarão é vida!

E para retomar este espaço, escolho o último lugar que fomos, eu e a Patrícia, no caso. Governador Celso Ramos, na Grande Florianópolis. Uma cidade de 51 anos de emancipação e que seu primeiro nome era Ganchos, onde quem nasce ainda é chamado de gancheiro (achei massa a alcunha). Uma península com baías, braços de terra que saltam para o mar como ganchos e dezenas de praias maravilhosas. Demos apenas uma passeada por algumas, para depois ir com calma e ficar mais tempo em uma ou outra. O que nos motivou a ir até a cidade foi a 1ª Festa Regional do Camarão, que se encerrou ontem. Como vocês podem ver na foto, comemos camarão (um dos pratos favoritos da dupla) até dizer chega – o lugar é um dos grandes produtores de camarão do Estado, e olha, delicioso! Depois, foi bodear numa praia, depois conhecer e bodear em outra e observar o mar, ilhas, morros, pessoas curtindo o ambiente… Entre olhadas no celular para saber informações sobre a rodada do Brasileirão, o que deixou meu fim de tarde um pouco mais angustiante, confesso.

O bacana do lugar é que há praias e até uma baía de golfinhos, que um dia ainda queremos ver alguns desses animais (já tentamos com o barco pirata, mas eles não apareceram), mas também a estrada que circunda a península sobe e desce pela região de morros que caracteriza esse pedaço de terra que salta da geografia catarinense rumo ao Oceano Atlântico. Então, tem também momentos de um cenário rural, com vaquinhas e bois pastando sossegadamente na planície e muito verde ao redor da via pavimentada. Destaque também para os “mirantes”, uns acostamentos precários, mas que abrem espaço para cenários maravilhosos.

Enfim, um dia é pouco para Governador Celso Ramos. Isso quer dizer que iremos muitas vezes para lá. Nesse e nos próximos verões.

Baía dos Golfinhos - Gov. Celso Ramos

Baía dos Golfinhos – Gov. Celso Ramos

JEC: especial online do acesso

jec

Para celebrar a volta do JEC à Série A após 28 anos, o Diário Catarinense e o jornal A Notícia fizeram um especial online bem bacana, com textos que relembram a trajetória, bastidores, perfis, fotos, vídeos com opiniões e as narrações dos gols que ficarão marcados na memória do torcedor do Joinville.

Clique aqui (ou na imagem) e confira este especial. Dá até para compartilhar nas redes sociais (ótima ideia e contribuição da Gabriela Silva). Muito massa! Mais um orgulho de ter participado e coordenado junto com valorosos companheiros da redação, como André Podiacki, Fabio Nienow e Elton Carvalho.

SC supera Rio e Minas em número de clubes na Série A

Hoje fiz uma materinha que rendeu no Diário Catarinense. Sobre o fato de que Santa Catarina superou Rio e Minas em número de clubes que já alcançaram a Série A desde o início da era dos pontos corridos, em 20003.

::: Clique aqui e leia esta matéria

Confira abaixo uma palhinha do texto.

O acesso conquistado pelo Joinville na noite de terça-feira coloca o Estado de Santa Catarina novamente em evidência no futebol brasileiro. Isso porque, em 2015, o Estado vai ser o segundo a ter mais times na Série A desde o início da disputa do Brasileirão em pontos corridos, em 2003. Avaí, Criciúma, Chapecoense, Figueirense e, agora, o JEC, todos têm ou já tiveram o gostinho de disputar a elite nacional. Não tenha dúvida, o Campeonato Catarinense promete para 2015.

Abaixo, um Infogram massa feito pela equipe de Esportes do DC resumindo a reportagem.

l

 

 

%d blogueiros gostam disto: