Início > Crônicas > Llegamos!

Llegamos!

Fim de tarde na Plaza de Mayo

Fim de tarde na Plaza de Mayo

Buenos dias, Buenos Aires!

O primeiro dia foi curto aqui na terra do vice-campeão da Sul-Americana. O voo subiu com mais de meia hora de atraso e, dentro dele, muitos hinchas del Tigre, os chorões da noite de miércoles. Foi um pouco tenso e engraçado, ao mesmo tempo, ir com os caras no vuelo. Sorte que desisti de ir com a camisa do campeão da Copa Sul-Americana de 2012 no aeroporto.

Chegamos lá pelas duas da tarde, mas aí tem o ritual da imigração, do câmbio de dinero, de ligar (ou tentar e não conseguir) para a família e só então pegar o táxi e ir a la capital federal. Uma viagem que custou uns 220 pesos, maios ou menos 100 reais, já que o câmbio foi 1 real x 2,29 pesos. Uma teta.

Foi engraçado ver o e ouvir o buzinazo no primeiro peaje (sim, pedágio para entrar na cidade) e a explicação do taxista foi ótima: quando formam-se filas de seis carros, a cancela precisa ser liberada, para evitar trânsito e, assim, ninguém paga. Uma festa. No segundo peaje, mais caro e com mais estrutura, todo mundo faz fila e paga a cota.

Chegamos no hostel umas três, acho, e, após conhecer a moça que conversei várias vezes por e-mail para acertar os detalhes, bem como as instalações (meio rústicas, mas até aqui agradáveis), nos trocamos e fomos a la calle. E finalmente comemos algo. E na estreia, a tradicional fugazetta, bem como a famosa empanada de carne. Uma refeição num butequinho simples, uma mesinha na calçada – e o atendente tomando Quilmes e comendo enquanto trabalhava, que vida – para iniciar a caminhada.

Como já estava tarde, não deu para ver muito. Fomos para o básico: Plaza de Mayo, Casa Rosada, Museo del Bicentenário, Parque Colón (que ya estaba cerrado), Manzana de las Luces, Iglesia de Santo Ignacio, Catedral (cerrada) e Cabildo (cerrado). A capital federal é bem bonita, com uma arquitetura legal, prédios imponentes. Parece que nossa estada vai ser bem agradável.

E, claro, manifestações, calles cerradas, faixas, tambores, microfones, gritos, protestos. Muito comum por aqui, ainda mais na eferverscência que está el gobierno de Cristina Kirchner. Na volta do passeio, encontramos outra manifestação, que mais parecia uma arquibancada de um estádio argentino. Torcedores do Huracán cantavam, pulavam, bebiam e farreavam, em um protesto pela entrega de um prédio ao clube.

Alí mesmo avistamos a estação Bolívar de metrô e seguimos para volver al hostel. Curioso é que a entrada estava liberada (tudo abandonado), não havia venda de bilhetes e entramos sem pagar. Um metrô com veículos que mais parecem trens, decadentes trens. O metrô de Caracas (semelhante ao de São Paulo) dá de dez a zero no de Buenos Aires, por exemplo. Tudo meio sujo, bagunçado, mas isso não é uma reclamação, apenas uma descrição, não me importo com esses detalhes. Duas estações depois estávamos em Independência, nosso ponto de parada – ali estavam cobrando para entrar normalmente.

Após um banho e um novo descanso, bora cenar. E, claro, buscamos um lugar onde servisse uma parrilla. E encontramos, há umas cinco quadras do hostel: Diablada. Só serve cerveja Estrella Galícia (forte, já havia tomado aqui, mezza boca), mas a carne. Pedimos a Costillar del Parrillero abaixo. Que o cara disse que só dava para um. Ainda bem que insistimos em uma só. As mesas ao redor olhavam o prato e riam da gente. Curioso que, na meia hora seguinte, ao menos  um casal que ria e outro que chegara depois e também ficara olhando para o nosso prato, pediram a mesma coisa. Invejosos!

Bem, chega de papo. Hora de tomar o café do hostel e partir para mais um dia de caminhada!

Hasta luego, chicos!

Costillar del Parrillero

Costillar del Parrillero

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: