Início > Carreira, Notícias, Política e América Latina > Eleitos têm maior número de votos em bairros da zona sul

Eleitos têm maior número de votos em bairros da zona sul

Publico hoje a última matéria não tão factual publicada no Agora. Assim como a do post anterior, esta entrou  no dia 21.10.12: Eleitos têm maior número de votos em bairros da zona sul. Abaixo seguem os textos completos e não editados, já que o material precisou ser reduzido para caber na página. Encerro momentaneamente estas publicações, esperando voltar em breve com novos trabalhos ou novos posts com boas notícias e algo relevante aos inúmeros e respeitosos leitores deste espaço. Até breve.

Eleitos têm maior número de votos em bairros da zona sul

A zona sul superou a zona leste e vai contar, a partir do ano que vem, com maior representatividade (do ponto de vista do número de votos) de vereadores na Câmara de São Paulo.

É o que mostra o levantamento do Agora sobre candidatos eleitos em 2008 e em 2012. O levantamento detectou em quais zonas eleitorais cada um dos 55 vereadores teve maior número de votos.

Em 2008 a zona leste liderava o ranking, com 19 vereadores eleitos mais votados na região, seguida pela zona sul, com 17. As zonas norte (10), oeste (8) e centro (1) completavam o número.

Em 2012, a zona sul deu mais votos a 21 vereadores eleitos, tomando o posto da leste, que ficou com 18, seguida das zonas norte (9), oeste (6) e centro (1).

Uma das razões verificadas para essa mudança no quadro está na percepção de que a zona leste votou de forma mais pulverizada do que na eleição anterior, enquanto a zona sul votou mais unida nos seus candidatos.

Os eleitos em redutos eleitorais na zona sul também podem ter feito um trabalho mais direcionado antes e durante a campanha na busca de votos. “Se o vereador tem mais tradição em um bairro, conta com uma rede de apoiadores e faz algum trabalho efetivo na região, às vezes tem até algum controle mais forte na região e o resultado tende a aparecer na votação. E se ele tem uma estrutura nesse local, ele vai investir mais e obter um retorno maior ali”, afirma o cientista político Claudio Couto, professor da FGV-SP (Faculdade Getúlio Vargas).

Vitórias
É o caso dos vereadores Arselino Tatto (PT) e Milton Leite (DEM), que têm redutos eleitorais na zona sul. Tatto obteve 29.151 dos 32.135 votos em Parelheiros, Grajaú e Capela do Socorro. Dos 101.664 votos de Leite, 70.426 foram registrados nos três bairros, além de Piraporinha e Capão Redondo.

Para Gilberto de Paula, membro da Rede Nossa São Paulo e diretor do Instituto Ágora em Defesa do Eleitor e da Democracia, o extremo da zona sul tem essa característica de reunir um grupo de vereadores que dividem forças e concentram a maioria dos votos. “A zona sul tem esse padrão de comportamento, são as chamadas áreas de influência com esse perfil definido”, diz. (Rodrigo Herrero)

Brasilândia se vincula a mais eleitos

A Brasilândia (zona norte) é o bairro da capital onde a população conseguiu atrelar mais vereadores a ela. A reportagem também fez um levantamento da votação para detectar as três zonas eleitorais onde cada um dos 55 vereadores recebeu maior votação, e a Brasilândia aparece na lista nove vezes.

Ou seja, nove vereadores eleitos para 2013 verão a Brasilândia como um dos bairros que mais lhe renderam votos. Indianópolis (zon a sul) figura em segundo na lista, dando votos a sete dos futuros parlamentares mais votados.  Atrás vêm  Perdizes, Jardim Paulista, Campo Limpo, Itaim Paulista, Grajaú e Piraporinha, cada um com seis vereadores mais votados.

Em relação ao crescimento da representatividade, a Brasilândia também aparece na frente, pois subiu de seis vereadores eleitos bem votados no bairro em 2008 para nove em 2012. Indianópolis manteve os sete em relação a 2008. Nos dois bairros, todos os 55 vereadores eleitos tiveram votos.

Brasilândia aparece entre os vereadores dedicados à zona norte, mas também entre os vereadores que foram bem votados também na zona sul. Em menor grau, o mesmo ocorre com Indianópolis.

É o caso do Pastor Edemilson Chaves (PP), que recebeu mais votos em Piraporinha, mas o segundo bairro no qual ele teve boa votação foi a Brasilândia. Quando o voto é desmembrado em duas regiões, é possível que o vereador, mesmo não sendo de alguma região, atue nela.

“Pode ser que o vereador tenha feito algum trabalho em cada um desses lugares, como a atuação junto a alguma associação de bairro. Mesmo que ele seja de outra região, ele vai amealhar votos ali”, explica o cientista político Claudio Couto, professor da FGV-SP (Fundação Getúlio Vargas). (RH)

Quatro bairros de SP ficam fora da lista

Quatro bairros não tiveram nenhum dos vereadores eleitos entre os mais votados em suas zonas eleitorais nestas eleições. São eles: Vila Maria, José Bonifácio, Jardim São Luís e Cidade Ademar.

José Bonifácio, inclusive, já havia ficado sem nenhum vereador entre os mais votados nas eleições de 2008.

A principal novidade é a Vila Maria, que tradicionalmente ajuda a impulsionar a eleição de Wadih Mutran (PP). No entanto, neste ano, apesar de ter sido novamente o mais votado no distrito, com 13.742 votos, o vereador, que há 29 anos está na Câmara, não foi reeleito (ficou em 56º).

Já Cidade Ademar e Jardim São Luís, que tinham, respectivamente, dois e um vereador entre os mais votados em 2008, ficaram sem nenhum representante direto em 2012.(RH)

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: