Início > Carreira, Notícias > O canto do dinossauro

O canto do dinossauro

Ontem eu fui na Câmara Municipal acompanhar os trabalhos dos vereados – aliás, isso vale um post específico, espero ter tempo de, em breve, escrever um – e entrevistar o Wadih Mutran (PP), que não foi eleito após quase 30 anos de Legislativo em São Paulo. Como sempre, o texto que saiu foi uma notinha, o que cortou um bom espaço para alguns pontos que acho que vale a pena trazer aqui no blog.

Mutran não consegue nova eleição

Com quase 30 anos de Câmara Municipal, o vereador Wadih Mutran (PP), 76 anos, não conseguiu se eleger para mais um mandato. Ele teve 27.429 votos e ficou em 56º, fora de uma das 55 cadeiras municipais.

De andar calmo e fala firme, Mutran não demonstrou tristeza por não ter sido reeleito. Perguntado sobre a razão de sua saída do Legislativo, ele disse que é um direito da população. “Não sei filho [qual a causa para a não reeleição], o povo é quem sabe, o povo quer trocar. Quem sabe não vem coisa melhor? Eu trabalhei os quatro anos, fiz muito por São Paulo, em especial para a região da Vila Maria [zona norte]”, afirmou em seu gabinete.

Mutran preferiu destacar o trabalho realizado ao longo de quase três décadas. “Todos os meus projetos são importante para a cidade. Sou autor de aproximadamente 600 projetos, mais de 70 viraram lei em São Paulo. Outros tantos se tornaram obsoletos e outros foram arquivados porque não tinham mais interesse”, falou, lamentando que a população não reconheceu o seu trabalho. “O povo só reconhece como importante quando põe o metrô, o ônibus perto da casa dele. Não vão valorizar aquilo que você faz para administrar a cidade, para fiscalizar o governo, punir quem erra.”

Apesar de não ter sido reeleito, Mutran deverá voltar à Câmara em breve, já que é o primeiro suplente da sua bancada, além de ter sido o primeiro vereador mais votado, excluindo os 55 eleitos.

Resta um

O PP elegeu apenas um vereador na cidade, o pastor Edemilson Chaves, que teve 45.858 votos. Hoje a sigla tem dois vereadores – Attila Russomanno, também não conseguiu reeleger-se. Segundo Mutran, a razão para a queda foi a falta de candidatos conhecidos.

“Nós não tivemos candidatos para puxar voto. Eu achava que o partido elegeria pelo menos quatro. Mas fez só um, o pastor da igreja. Possivelmente, se não tivesse pastor, não teríamos eleito nenhum”, sutentou.

Anúncios
  1. 11/05/2014 às 9:16 PM

    Muito bom !

    Curtir

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: