Início > Carreira > O que o mercado de trabalho quer de você

O que o mercado de trabalho quer de você

Na continuação da série de publicações do caderno especial sobre profissões que fiz para o Jornal Agora São Paulo, do Grupo Folha, publico mais duas matérias, que enfocam no que o mercado almeja em um profissional.

Tem até o segundo texto, meio alternativo, porque acabou sendo editado de uma tal forma que o que foi publicado no jornal é bem diferente deste. Mas, como não tenho guardado nos meus arquivos o original, vai a primeira versão. Já o primeiro texto é o mesmo do jornal. Efemérides e peculiaridades de uma redação. O texto de ontem mesmo tem uma parte aqui que acabou ficando de fora lá.

Vamos ao texto!

MUITO ALÉM DA TÉCNICA

PERFIL COMPORTAMENTAL É IMPORTANTE PARA DESLANCHAR NA CARREIRA

Além do conhecimento técnico inerente a cada profissão, o mercado de trabalho tem cada vez mais voltado suas atenções às características comportamentais que vão definir se o candidato se encaixa no perfil exigido pela empresa.

“O mercado considera o jovem dentro de um mesmo grupo, independente de ter estudado economia, administração, psicologia. As empresas estão buscando muito qualificações e comportamentos que possam ajudar essa pessoa a permanecer um tempo maior na empresa”, afirma Elaine Saad, vice-presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos.

Especialistas em recursos humanos afirmam que as características comportamentais são as mais difíceis de adquirir, pois levam tempo e prática para que a pessoa possa desenvolver o que necessita.

“Queremos o cara prático, que tenha atitude, vontade. E mesmo que às vezes não tenha maturidade para reconhecer algo, possua abertura para obter um ‘feedback’ a respeito. Um cara que tem empatia com a empresa, com boa cultura, vence qualquer excelente formação de graduação. Tem prevalecido o cara do bem”, destaca Felipe Camacho, da consultoria Hays, especializada em recrutamento e seleção.

Além do comportamento, a empresa quer saber mais sobre o candidato e a sua relação com a profissão escolhida. “Ela quer entender o que ele gosta de fazer, o que o engajaria em um ambiente de trabalho. Após isso é que serão observadas as qualidades mais gerais”, ressalta Elaine.

Outro ponto valorizado pelos recrutadores é a pessoa que saiba transitar em mais de uma área. Conhecer apenas uma função é um risco, caso a pessoa tenha problemas na carreira escolhida ou queira mudar de emprego. (Rodrigo Herrero)

JOVENS PRECISAM FICAR ATENTOS

Os jovens que desejam investir em uma carreira e ingressar no mercado de trabalho devem prestar atenção para situações específicas de seu comportamento que estão sendo avaliadas pelos consultores em recursos humanos.

Segundo Elaine Saad, vice-presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos, os jovens têm comportamentos difíceis para a empresa lidar. Para ela, é importante que eles compreendam o ambiente corporativo.

“A empresa busca pessoas que aceitam que talvez possam crescer de forma mais lenta, que estejam dispostas a aprender. Também são valorizados os jovens que tenham bom relacionamento tanto com pessoas de sua faixa etária, quanto com pessoas mais velhas”, explica. (RH)

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: