Início > Política e América Latina > 4. Caminhos e descaminhos no projeto de pesquisa

4. Caminhos e descaminhos no projeto de pesquisa

4. Caminhos e descaminhos no projeto de pesquisa

Outro ponto que considero nevrálgico é quanto à metodologia, tão diversa a cada passo dado, tão indefinida a cada questionamento mais profundo. A dificuldade em conjugar as variadas disciplinas dentro do PROLAM, aproveitando e absorvendo-as para dentro da pesquisa, reflete, principalmente, no tocante à metodologia, ainda mais no desenvolvimento da minha pesquisa, focada numa espécie de comparativo entre os posicionamentos políticos de Hugo Chávez e Lula quanto à integração latino-americana.

Após tentativas de analisar os documentos e discursos, instrumentos de críticas da própria professora Cremilda, como também de meu orientador, o professor Renato Seixas, por permanecer somente nas vozes oficiais de Brasil e Venezuela, ou seja, em discursos prontos apenas lidos pelos presidentes de cada país, elaborados, na verdade, pelas chancelarias de cada Estado, não poderiam se aproximar de uma realidade conectada com o cotidiano e com o que eles realmente desejam fazer.

Com as seguidas investidas argumentativas do meu orientador, alertando justamente para a precariedade de meus objetos de estudos, enxerguei minha grande dificuldade em reavaliar meu projeto, devido à verve mais teórica que prática que possuo, voltada mais às Ciências Políticas que ao Jornalismo, mas também a uma certa irredutibilidade em rever conceitos, premissas e métodos pré-formatados antes de entrar no programa. Mas foi preciso encarar os fatos e a impossibilidade de lidar com as ferramentas de pesquisa escolhidas no projeto original que possibilitou uma guinada ao menos na metodologia da pesquisa, que influirá, certamente, em boa parte da dissertação futura.

Uma forma de trazer à pesquisa ao menos uma reflexão mais social, cultural e, principalmente, sob o ponto de vista da comunicação, e, no fundo, de viabilizá-la, foi a sugestão do orientador para me focar nas declarações dos dois presidentes nos jornais de maior circulação tanto no Brasil (Folha de S. Paulo) quanto na Venezuela (Últimas Noticias) sendo este o critério de escolha e, para focar ainda mais, somente o que sai na primeira página de cada um dos periódicos, no sentido de que a população não costuma comprar jornais, mas se alimenta deles nas tradicionais bancas de jornais espalhadas pelo Brasil afora, ao menos no exemplo brasileiro.

A metodologia está em fase de testes, como uma exploração em uma mina, ou seja, mapeando terreno escuro, desconhecido: estou separando o que saiu no período entre 2007 e 2008 sobre Brasil, Venezuela e América Latina na capa dos dois jornais, para depois selecionar um ou dois temas mais recorrentes e focar o estudo neles, comparando também o que sai na capa destes com o que sai na parte interna, nem sempre lido e nem sempre igual ao que foi destacado na primeira página.

Acredito, com isso, que será possível ter uma maior proximidade, em primeiro lugar, com o que está sendo dito na realidade pelos presidentes, depois, com o processo de mediação simbólica feito pelo jornal e, por fim, em relação à informação que chega ao público. Diante disto, uma nova veia salta neste estudo: a dos estudos dos processos de comunicação, não somente do ponto de vista do emissor, do receptor, do meio, mas principalmente desse processo de mediação, entre o que foi dito pelos governantes, o que foi transmitido e o que foi repercutido depois, que gerou nova declaração dos governantes, por exemplo. Os testes prosseguem e seu sucesso vai depender do andamento e dos aprendizados que serão incorporados ao longo da pesquisa.

Mas agora vamos a um debate sobre política, importante tanto dentro do contexto da disciplina, quanto (e principalmente) na pesquisa em desenvolvimento.

Amanhã: 5. A política de Innerarity

Texto em partes

1. Introdução

2. Paradigmas em crise

3. Cultura dentro de um projeto

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. 14/08/2009 às 8:45 AM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: