Início > Notas > O outro lado do outro lado…

O outro lado do outro lado…

O post de ontem me levou ao blog que indico hoje neste espaço. Trata-se do blog do jornalista Rodrigo Vianna, que atua na Record e na Record News. Um programa bem legal dele é o Record News Internacional, em que ele entrevista especialistas sobre diversos temas ligados às relações internacionais, vale a pena.

Mas enfim, além desse programa, coincidentemente eu descobri esse blog muito interessante, crítico, ácido até, sobre as coisas que o jornalista vê no dia a dia. Vi uns dois posts dele descendo o cassete na Folha, na oposição e noutras coisas com uma liberdade que faz corar a pretensa (e mentirosa) imparcialidade da imprensa brasileira.

Isso porque, o tom das críticas é intenso, mas não gratuito. Tem argumentação e observação clara da descarada falta de compromisso da imprensa tradicional (ou, como todos conhecem, a grande imprensa, mas aqui, tratada de tradicional, que preserva algo de forma conservadora, mas tmabém para dar uma conotação futura de obsoleta, devido à forma arcarica, ideológica e, por isso, arraigada em interesses e joguetes de poder, afastada da democracia, da voz popular e da luta por melhorias do país) com uma informação que possa servir de apoio aos leitores e não como uma verdade absoluta, que dista da realidade, por não viver perto desta. E, pior, é ideologizada, evidenciada por interesses políticos, econômicos.

Alguém pode falar que a Record está do lado do Lula ou que a Folha bate na IURD (que banca a Record) e o repórter faz trabalho baixo num blog pessoal. Pode até ser, e é bom ter esse contexto na hora de ler coisas desse porte. Mas, ao menos, o jornalista se posiciona criticamente e não inventa ser imparcial, isento, objetivo e todas essas falácias apregoadas pela imprensa tradicional.

Pelo menos, Rodrigo Vianna, independente de lado, mostra claramente a preocupação com um mínimo de aproximação da verdade propriamente dita, pois o que a imprensa de fachada faz é aviltar, deslegitimar e desqualificar o governo atual, colocando-o como burro, fraco, incompetente , em gerir um país do porte do Brasil.

Mas, com todos os seus deslizes e defeitos (e quem me acompanha desde a graduação sabe minhas amplas restrições ao PT que se afasta de sua base social desde os anos 90, portanto, não é de hoje), o governo tem seus pontos positivos e isso não pode ser jogado para escanteio, enquanto a grita volta-se para a discussão do terceiro mandato e para as obras de José Serra (o queridinho dos tradicionalistas e reacionários paulistanos, a grande maioria, bem entendio, senão não teriam elegido Gilberto Kassab como pefeito) como faz a imprensa comprometida com a direita.

Por mais que direita e esquerda sejam conceitos vazios hoje, é difícil acreditar nisso com algumas movimentações que observamos na sociedade brasileira, exemplificada na nossa mídia fajuta.

Enfim, por tudo isso, é louvável ver um blog corajoso de um repórter de uma TV se colocando contra procedimentos globais, folhísticos, reacionários. Normalmente o jornalista se esconde na redoma da isenção para não se posicionar. Enfim, é uma verdadeira agulha num palheiro de mediocridade que vive o jornalismo há muitos anos.

http://www.rodrigovianna.com.br.

Atualizado às 16h55.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: