Início > Notícias > Notas de um front abandonado

Notas de um front abandonado

Em primeiro lugar, eu gostaria de pedir desculpas pelo sumiço esta semana. E não dá nem para dizer que é por conta de muito trabalho. Até é, um pouco. Mas a USP tá em greve ainda, o que me tira um pouco da concentração rotineira de ir lá e organizar meu tempo de estudos por lá mesmo.

Estou trabalhando ainda naquele artigo que comentei semana passada; em breve vou ter uma prova em que eu já estou lendo umas coisas e organizando a semana de estudos; desenvolvo com um amigo um projeto bacana, mas longo e penoso; e prossigo no Mobilefest, desenvolvendo coisas interessantes, ajudando a erguer um projeto que já consigo botar fé, ou seja, já começo a me imaginar dentro odo processo. E isso é bom, para mim e para eles. Vai ser uma fase interessante e produtiva.

Enfim, as coisas parecem estar caminhando positivamente, desanuviando o horizonte como há muito não se via, por mais que as coisas já estejam se encaixando há alguns meses.

Em segundo lugar, gostaria de agradecer as visitas, pois, mesmo nesse maior hiato da curta história deste blog, tive um número razoável de visitantes no blog, levando-se em conta que hoje é mais um espaço para amigos, que são os que conhecem o endereço. O que só piora minha faltta e aumenta meus pedidos de desculpas, já que alguns procuraram saber o que eu andava fazendo, pensando, escrevendo…

Mas para não ficar só em um post de desculpas, abaixo deste eu publiquei um conto que escrevi ano passado, com pouco tempo de moradia no centro, o oque, pra mim, é simbólico daquele período de adaptação. É curto, simples, direto. Por isso acho-o bacana. Mas não é nada de especial, poético, fantástico. É só um texto que revela uma certa confusão àquela época. Vital, não? Afinal de contas, a nossa vida é uma eterna confusão, com idas e vindas malucas. O bom é que essas confusões e doidices são boas às vezes.

Me despeço ao som de The Smiths, propício nesta noite fria de sexta-feira em São Paulo, enquanto no Rio de Janeiro, segundo um amigo, chove aos cântaros. O Brasil é mesmo algo diferente.

Anúncios
Categorias:Notícias Tags:, , ,
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: